Ansiedade na Escolha Profissional - Flávio Hastenreiter - Terapia Cognitivo-Comportamental
1031
post-template-default,single,single-post,postid-1031,single-format-standard,bridge-core-1.0.4,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1200,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-18.0.9,qode-theme-bridge | shared by vestathemes.com,wpb-js-composer js-comp-ver-5.7,vc_responsive
 

Ansiedade na Escolha Profissional

Ansiedade na Escolha Profissional

Segundo levantamento recente realizado pela USP:

44,5 % dos universitários abandonam ou interrompem o curso nos primeiros anos da faculdade;
50% destes, tiveram problemas no momento da escolha;
apesar de muita informação, falta a percepção sobre o que é real e o que é fantasioso em cada profissão;
40% dos profissionais universitários desistem de atuar na área de formação;
aqueles que se mantém na área escolhida e estão insatisfeitos tendem a adoecer e/ou não ter sucesso na carreira.

A Escolha profissional gera stress e ansiedade. A escolha da profissão em geral é acompanhada por:

Tensão, já que se refere a uma decisão de grande relevância;
Ansiedade e stress porque muitas vezes se pensa que a escolha é definitiva e não se pode errar.

A situação do jovem diante da escolha:

dificuldades em assumir a tarefa de escolha profissional por ser muito jovem e inexperiente;
sente que esta é uma decisão crucial que afetará toda a sua vida;
percebe a escolha como uma grande responsabilidade;
tende a ficar solitário com as angústias inerentes à escolha

A importância da Orientação Profissional:

proporciona elementos para uma escolha profissional saudável;
aumenta possibilidades de maior satisfação;
traz maiores chances de sucesso na carreira, mais saúde na vida pessoal e profissional;
sensação de amparo e auxílio no momento da escolha profissional;
aprendizagem sobre a importância do planejamento e gerenciamento da carreira ao longo da vida.

Gestão de carreira:

Começa com a escolha profissional;
O cenário atual mostra que as empresas não dirigem mais as carreiras de seus funcionários;
As empresas optam por indivíduos com carreiras auto-dirigidas e compartilhadas com outras empresas;
A carreira sólida e estável deixa de existir e ser valorizada;
A transformação no mundo do trabalho traz a exigência da competência no gerenciamento da própria carreira e na tomada de decisões;
Há urgência de incitar o indivíduo à aprendizagem da auto-gestão de carreira, conciliando-a com outras áreas da vida.

Clique aqui e conheça nosso programa de Orientação Profissional!

Entre em contato ou indique nosso serviço.